Como funciona um seguro viagem para cruzeiro?

Viajar de navio para outros continentes é uma ótima escolha para aqueles que têm medo de avião. Mas como funciona um seguro viagem para cruzeiro? Saiba aqui quais são as características.

como funciona um seguro viagem para cruzeiro

Seguro viagem para cruzeiro: o que é?

Um seguro viagem para cruzeiro funciona como uma segurança caso alguma eventualidade aconteça.

Existem seguros para viagens de avião e ônibus também, mas o navio é um pouco diferente pela questão de mobilidade, acessibilidade e localidade. É muito mais difícil conseguir algum tipo de ajuda no meio do oceano do que em terra firme.

Há vários planos para um seguro viagem para cruzeiro, entretanto em todos existem alguns itens em comum, como por exemplo:

  • Atendimento médico emergencial;
  • Extravio ou roubo das malas do passageiro

Contudo, há outros pacotes que podem cobrir circunstâncias além dessas mencionadas. Mas caso o viajante não veja necessidade, não é obrigatório uma cobertura de vários itens.

Seguro tanto para o passageiro quanto para os transportes marítimos

O seguro viagem para cruzeiro existe tanto para os passageiros quanto para a própria embarcação.

No caso das pessoas, o seguro não é obrigatório, porém muito recomendado. Escolhê-lo vai prevenir o viajante de muitas preocupações.

O seguro para os transportes marítimos é obrigatório a partir de bases legais como o Código Civil, Decreto-Lei 73/66, Lei 2.180/54 do Tribunal Marítimo.

Ao comprar uma passagem para fazer um cruzeiro, o valor do seguro da embarcação está incluso no preço pago. Caso haja uma cobrança além do valor, é possível entrar em contato com a Superintendência de Seguros Privados e formalizar uma denúncia.

No caso dos seguros viagens para preservar o viajante, a exigência não é imposta, deixando, dessa forma, a contratação facultativa.

Qual a diferença entre o cruzeiro e avião

As diferenças entre os dois é a questão da acessibilidade.

Seguros para cruzeiro podem ter um custo maior pela questão da localidade do transporte, que no caso é no meio do oceano. Pode ser difícil o deslocamento da pessoa caso haja necessidade.

Porém, ambos os tipos de seguros têm as coberturas mínimas, como assistência médica e reembolso por perda ou roubo das bagagens.

No caso marítimo, o atendimento emergencial é feito pelo médico da embarcação e, caso haja necessidade de transferir o paciente para um hospital, o seguro pode cobrir um helicóptero para fazer o resgate.

Além disso, há diferenciais nos pacotes. Alguns possuem mais benefícios, fazendo com que o custeamento fique um pouco mais alto.

Vale ressaltar também uma diferença entre o seguro viagem de avião e o marítimo: caso alguma eventualidade ocorra, o seguro cruzeiro deve ser acionado antes de qualquer intervenção na pessoa, diferente do seguro viagem, que só precisa da confirmação dos dados para reconhecer o cliente.

Como saber qual o melhor plano

Não há como saber totalmente. Algumas pessoas estão dispostas a pagar mais que outras pelo seguro viagem cruzeiro, e isso não é um problema, contanto que o cliente tenha um suporte mínimo.

Para fazer a análise de qual o melhor investimento, é indispensável o planejamento de antemão.

Quantos dias vão ser, quais os tipos de atividades que serão realizadas durante o cruzeiro, a importância dos pertences a serem levados. Até alergias a alguns tipos de comida que podem ser servidas na viagem devem ser consideradas.

Para não gastar muito tempo ao ponderar todas as propostas com todas as vantagens, há alguns sites prontos que fazem esse serviço de comparação.

O Real Seguro Viagens é um exemplo de serviço que faz essas comparações, e ainda de graça

Não se afogue nas preocupações

Contratar um seguro viagem para cruzeiro não é uma exigência, mas pode, eventualmente, poupar o viajante de vários imprevistos. Vale a pena gastar um pouco a mais antes do que rios de dinheiro depois.

Nenhum Comentário

Deixar Comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password