Como ter franquia de bagagem internacional em voos

0
119

As franquias de bagagem internacional em voos são produtos oferecidos pelas empresas para seus clientes transportarem suas bagagens.

Atualmente a lei brasileira para transporte de bagagens internacionais estabelece que cada passageiro possua no máximo 23 quilos e apenas uma mala. Já as regras internacionais permitem até 2 malas de 32 quilos cada.

Algumas empresas que atuam no país seguem à risca esta nova regra, já outras companhias, visando melhor atendimento e a conquistar o cliente, aceitam a regra internacional mesmo o voo realizando escalas dentro do pais.

Com a instalação desta nova regra as empresas que operam no pais passam a ter maior autonomia sobre suas tarifas e especificidades quanto ao peso máximo de bagagem para cada cliente.

 franquias de bagagem internacional em voos

A nova regra sobre a franquia de bagagem internacional em voos

A Agencia Nacional de Aviação Civil (ANAC) estabeleceu que as companhias aéreas poderiam cobrar a franquia sobre a bagagem internacional de acordo com sua própria tabela.

Houve certa relutância de alguns estados para a implementação desta regra, pois muitos defendiam que a mesma feria os direitos do consumidor.

Muitas empresas optaram por reduzir o peso máximo permitido e somente cobrar sobre o peso excedente.

Antes da nova regra todas as empresas que trafegavam no Brasil não podiam cobrar taxas extras de bagagens até 32 quilos, atualmente o valor mudou para 23 quilos no máximo de bagagem em voos internacionais. Além de, permitir que cada empresa possa cobrar tarifa de qualquer peso de bagagem, conforme política própria.

A nova regra se aplica também a bagagem de mão que não pode ultrapassar o peso máximo de 10 quilos, salvo condições especiais como mães com bebês de colo.

Caso o cliente ultrapasse o valor em quilos estabelecido pela companhia terá que pagar uma segunda taxa sobre o peso a mais.

Quais as possibilidades atualmente para transportar sua bagagem

  • Existem algumas companhias que decidiram não reduzir o seu peso máximo, mantendo assim o valor antigo e o que é estabelecido em outros países.
  • Outras empresas incluem esse valor na passagem, porém com o peso máximo de 23 quilos, se o peso for acima o cliente terá que pagar a mais segundo a tarifa estabelecida pela própria empresa.
  • Dependendo da companhia aérea escolhida o passageiro terá que pagar a mais pelo transporte de sua bagagem, ou seja, o valor não está incluso no valor pago pela passagem.

Outras considerações sobre as bagagens internacionais

É preciso observar no momento da compra a companhia que oferece o melhor serviço para o cliente naquele determinado momento. Fazer comparações entre os preços com e sem a tarifa de bagagem também é uma ótima opção para quem quer economizar.

O cliente que tem a intenção ou de levar uma bagagem pesada ou de realizar compras no país de destino, precisa observar qual empresa irá melhor atender suas necessidades e ficar atento quanto a tarifas adicionais.

Nos casos de bagagens especiais é preciso se informar com a companhia aérea sobre o valor cobrado de tarifas especiais, ou se as mesmas já estão inclusas, geralmente este tipo de bagagem possuem tarifas a parte.

Vale ressaltar também que estas novas regras são validas apenas no território brasileiro, se o voo sair de outro pais precisa-se consultar as regras vigentes do mesmo, assim como as empresas internacionais podem ou não se adaptar as novas regras do país.

É de extrema importância quando se vai realizar a compra da passagem ficar atento as várias opções de companhias e o que elas oferecem, para que não   ocorram imprevistos durante a viagem quanto a franquia de bagagem internacional em voos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui