Como funciona o seguro de viagem exterior

0
52

A grande maioria dos brasileiros quando vão viajar, costumam não optar por seguros, costumam achar que é um investimento jogada fora, e em casos de seguro de viagem exterior, é a mesma questão.

Na prática, o essencial é não precisar usar. Mas caso aconteça algum contratempo na sua viagem, um seguro é muito bem-vindo para garantir um passeio seguro. Pois ele irá cobrir suas despesas e te dará o alivio de não sair com uma dívida enorme em uma viagem.

Então se você quer esclarecer suas dúvidas em relação a isto, leia este artigo.

Entenda como funciona o seguro de viagem exterior

Quando estiver planejando sua viagem, a qualquer hora você pode procurar um plano de seguro de viagem exterior que seja adequado para o seu destino escolhido.

Existem várias faixas de preços, que cobrem diferentes imprevistos possíveis de se ter em uma viagem. Após contratar o plano mais adequado para suas necessidades, você só precisa se preocupar em ter os documentos do seguro durante a viagem.

O que o seguro de viagem internacional cobre?

Saber o que um seguro cobre é extremamente essencial, pois assim, é possível escolher o mais adequado para você, o que aliás, influencia bastante no valor final, confira:

  • Um seguro de viagem exterior cobre principalmente despesas médicas por acidentes, incluindo o tratamento, os medicamentos e o transporte necessário para isso;

  • As despesas relacionadas a invalidez total ou parcial, a retornos ao lado de origem ou a óbito por causas naturais ou acidente, se acontecer durante a viagem;

  • Indenização por extravio de bagagem, por cancelamento, por despesas farmacêuticas e jurídicas;

  • Outros tipos de coberturas podem ser encontradas em diferentes planos. É sempre bom ler todas as condições gerais da seguradora antes de contratá-la.

Para o exterior é obrigatório?

Embora um seguro de viagem exterior seja recomendado, em alguns países ele não é obrigatório. Mas é importante checar, pois cada lugar pode ter exigências diferentes em relação a isto.

Alguns exemplos de países que requerem o seguro são Equador, Venezuela, Cuba e Austrália. Os países membros do tratado de Schenegen, por exemplo, exigem um seguro de no mínimo 30 mil euros.

Há países que fazem parte da União Europeia, mas que não estão no tratado, e outros que fazem parte do acordo, mas não participam da União Europeia. Por isso pesquisar é o indicado.

Mas afinal de contas, por que contratar ?

Um fato! Imprevistos acontecem. Nunca dá para adivinhar, por exemplo, uma mala que será extraviada.

Um seguro de viagem é uma das formas de se prevenir contra esse e outros problemas, podendo receber ajuda para localizar a bagagem ou receber indenização, de acordo com os termos definidos no seguro.

Cada tipo de seguro cobre um tipo de eventualidade, mas a cobertura mais importante e que sempre deve ser levada em consideração é a de despesas médicas e hospitalares.

Qual o melhor seguro de viagem para o exterior?

Para escolher o melhor tipo de seguro para você, considere algumas coisas. Vai praticar esportes radicais? Tem alguma condição médica? Está com crianças, ou gestantes?

Considerando aspectos como estes, o melhor seguro de viagem para o exterior, é aquele que irá atender as suas necessidades que poderá ter durante a viagem, dentro de seu orçamento.

Vale a pena considerar se a empresa que fornece o seguro é confiável e bem avaliada. Na internet, é possível ter acesso a alguns feedbacks de clientes que já usaram os serviços.

Agora você está preparado para começar a planejar seu passeio para países estrangeiros com o seguro de viagem exterior. Comente o que achou e compartilhe

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui